Mulher com a Bíblia

BUSCANDO NA PALAVRA

Encontrando refrigério e orientação na palavra de Deus

embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu


Hebreus 5:8


O sofrimento faz parte da vida cristã. Quando nos submetemos ao senhorio de Cristo, podemos ser levados a imaginar que todos os nossos problemas foram resolvidos, ledo engano. O próprio Messias nos advertiu que no mundo padeceríamos de aflições (Jo 16:33), portanto, não devemos acreditar em pregações/ensinos que subtraiam o sofrimento da caminhada cristã, porque o caminho para o céu é ainda apertado e a porta é estreita (Mt. 7:14).


Mas qual é a finalidade do sofrimento para os cristãos? Por que nós sofremos? O texto acima epigrafado nos ensina que Jesus, embora seja Filho de Deus, aprendeu a obedecer pelas coisas que sofreu. Extraímos desse versículo que o sofrimento possui um caráter pedagógico, nos ensina a sermos obedientes ao Senhor. Nos ensina a deixar de lado as nossas vontades para nos submetermos à vontade de Deus. Mas nem sempre isso é fácil. Por esse motivo, em algumas ocasiões, Deus nos ensina através do sofrimento.


Quando Jesus estava prestes a ser crucificado manifestou a sua vontade ao Senhor de ser poupado do cálice que lhe esperava no calvário. Agonizou de maneira tão profunda e ficou triste de forma tão intensa que o seu organismo humano produziu gostas de sangue pelos poros. Jesus derramou o seu sofrimento perante o Senhor, mas foi obrigado a aprender que a vontade do Senhor é soberana, e ainda que Ele seja Filho de Deus, tinha um propósito a cumprir, e devido a excelência do propósito Deus não poderia poupá-lo, o mestre teve que aprender a obedecer em meio ao sofrimento.


O apóstolo Paulo foi um homem que passou por grandes tribulações para alavancar o progresso do reino de Deus (At. 9:16; 2 Co 11:23-29). Mas em meio ao sofrimento pediu ao Senhor livramento do espinho que possuía na carne, que segundo diz, era um mensageiro de satanás que lhe esbofeteava (2 Co 12:7). A resposta de Deus para Paulo foi um enfático não, porque além de ensinar a obedecer, o sofrimento também nos aperfeiçoa. O Senhor respondeu ao apóstolo Paulo que o Seu poder se aperfeiçoa na fraqueza (do homem), bastando a nós a Sua graça (2 Co 12:9).


Então por que sofremos? Já pudemos observar que sofremos para aprendermos a ser obedientes, ou mais obedientes do que estamos sendo, e sofremos também para sermos aperfeiçoados e compreendermos como a graça de Deus opera em nós. Mas qual seria a origem do sofrimento? Na maioria das vezes o sofrimento resulta das nossas atitudes de desobediência e rebelião. Jesus mostra paciência com a sua igreja nas cartas às sete igrejas da Ásia Menor no livro Apocalipse. Jesus mostra que conhece as nossas virtudes, as nossas boas obras, mas também conhece os nossos defeitos.


Muitas vezes sofremos porque fazemos uma equação considerando que cada virtude nos permite alguma dose de desobediência à palavra de Deus, e isso não é verdade. Existem tantas pessoas que acham que tem licença para pecar porque fazem a obra de Deus com frequência, então imaginam, eu faço tanto pela obra do Senhor, Deus não vai se importar se eu pecar um pouquinho, mas a bíblia não nos ensina dessa forma. Enfatizo que Jesus mostra que conhece as nossas virtudes e boas obras, mas nos adverte quanto às práticas contrárias à Sua palavra que nos levam ao sofrimento.


Existem algumas expressões nas cartas de Jesus às sete igrejas da Ásia Menor que me chamam a atenção, mais dentre elas destaco: "E dei lhe tempo para que se arrependesse..." Sofremos muitas vezes porque não compreendemos que o tempo para o arrependimento que Jesus nos deu acabou. Mas como assim acabou? Você pode perguntar. Mas as misericórdias não são infinitas? Precisamos entender melhor a bíblia. Deus é infinitamente misericordioso, mas trata com cada um de acordo com a sua individualidade.


Talvez o melhor exemplo do tempo para o arrependimento seja a chamada "era da igreja". Estamos vivendo um tempo de arrependimento exatamente agora. Jesus instituiu a sua igreja com apóstolos, mestres, pastores, doutores e evangelistas para levar uma mensagem de reconciliação ao mundo, ou seja, ainda é tempo de arrependimento para os homens, de forma que possam completar a plenitude dos gentios que entrará no descanso de Deus (Rm 11.25). Porém, esse tempo de arrependimento chegará ao fim no Dia do Senhor, quando a Ira do Cordeiro será derramada, a qual trará grande sofrimento à humanidade.


Então muitas vezes sofremos para entender os planos de Deus para a nossa vida, porque o sofrimento, às vezes, é um indicador de que precisamo mudar a rota das nossas vidas e nos alinhar com os projetos de Deus. Precisamos meditar ainda que, vivemos nesse tempo no qual ainda podemos encontrar lugar de arrependimento, mas quando o sofrimento maior vier, ou seja, quando a Ira do Cordeiro for derramada sobre a terra no Dia do Senhor, talvez seja tarde demais.


Que Deus em Cristo nos abençoe,

Ev. Sylmar Ribeiro Brito

Contato

Obrigado por se interessar pelo Buscando na Palavra. Para mais informações, entre em contato e retornaremos em breve!

Bíblia Sagrada

CURSOS E PRODUTOS

forumeiros.png