Preparando a família para a segunda vinda de Cristo

"E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos. Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar."


Lucas 17:26-30


Quando Jesus Cristo advertiu seus discípulos acerca da sua segunda vinda, Ele comparou os dias da geração do arrebatamento aos dias de Noé e Ló. Na grande maioria das vezes, essa comparação é interpretada acerca da violência que havia nos dias de Noé e imoralidade que havia nos dias de Ló, fazendo-nos entender que os dias que precederão a segunda vinda de Cristo serão dias de intensa violência e imoralidade desenfreada.


Concordo que os dias que antecederão a vinda de Jesus Cristo em glória serão dias de uma sociedade brutal e depravada, mas, gostaria de considerar outro aspecto deste alerta de Jesus Cristo aos seus discípulos, pois, quando Jesus comparou os dias finais, ele exemplificou com duas famílias que foram poupadas da destruição.


Creio que Deus tem tratado com famílias neste momento pelo qual estamos passando. Tem sido uma oportunidade ímpar de cultuarmos em família, crescermos espiritualmente como família e acima de tudo discipular a família. Os templos estão fechados, mas a igreja somos nós, e neste momento, a congregação mais próxima que temos é a nossa casa.


Estava meditando que muitos de nós pregadores e ensinadores, temos muito prazer em pregar em eventos, ensinar na escola bíblica dominical, alimentando espiritualmente uma grande quantidade de pessoas, mas, por vezes, deixamos de discipular aqueles que estão nas nossas casas.


Quando Deus destruiu o mundo antigo, do qual Noé fazia parte, Ele determinou que o justo, entrasse com a sua família na arca. No evento da destruição de Sodoma e Gomorra, Deus poupou a família de Ló da destruição. Mesmo que a esposa de Ló tenha decidido olhar para trás, Ele havia feito uma aliança de livrar Ló e sua família da destruição.


Precisamos meditar: será que no arrebatamento todos aqueles que estão conosco nas nossas casas vão subir? Pensamos muitas vezes se aqueles da nossa igreja subirão no arrebatamento, e esquecemos de considerar se os nossos congregados mais próximos (a nossa família) subirão.


Querido leitor, quero convidá-lo a meditar nestas palavras, e se for o caso, cuidar para que a sua família esteja preparada para o arrebatamento da igreja, que a cada dia se aproxima. Aproveitemos este momento em que não podemos congregar nos templos físicos, para estarmos congregados enquanto família, e juntos recebermos a graça de sermos poupados, como família, da terrível ira do Cordeiro.


Glórias sejam dadas ao nome de Jesus.


Ev. Sylmar Ribeiro Brito

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo