Devemos tentar entender todos os mistérios?

As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.


Deuteronômio 29:29


A resposta bíblica para esta indagação, é não! Nós não devemos tentar entender todos os mistérios que envolvem a vida, nem todos os mistérios que envolvem as religiões ou até mesmo compreender o significado de todas as situações que dizem respeito aos atros, porque existem vedações bíblicas acerca de algumas investigações por parte do ser humano. Lemos no texto de Deuteronômio 18.10-12: "Não se ache no meio de ti quem faça passar pelo fogo seu filho ou sua filha, nem quem se dê à adivinhação, à astrologia, aos agouros, ao feiticismo, à magia, ao espiritismo, à adivinhação ou à invocação dos mortos, porque o Senhor, teu Deus, abomina aqueles que se dão a essas práticas, e é por causa dessas abominações que o Senhor, teu Deus, expulsa diante de ti essas nações."


Notemos que Deus estabelece limites para as investidas do homem no mundo espiritual e até mesmo no mundo físico. Muitas pessoas se perdem no meio das suas incursões em assuntos que são terminantemente proibidos na bíblia sagrada. Para nós Deus deixou as "coisas reveladas." Quantas são as pessoas que começam uma busca desenfreada pelo desconhecido e acabam com problemas mentais graves? Infelizmente em muitas igrejas podemos encontrar pessoas ou ouvir histórias de crentes que tentaram entender os "mistérios de Deus" a todo custo e acabaram perdendo a sanidade mental.


Não é da vontade de Deus que tentemos conhecer as coisas encobertas, porque estas pertencem a Ele, e o Senhor só revela os seus mistérios para aqueles que o temem (Sl. 25.14). Mas alguém ousaria dizer que o texto bíblico em destaque de Deuteronômio 29.29 que embasa esse artigo encontra-se no velho testamento e não é aplicável à igreja. Contudo, precisamos interpretar a palavra de Deus pela própria bíblica que é a primeira regra de hermenêutica. Sendo assim, está escrito em Romanos 15:4 que: "Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança."


Não devemos, em hipótese alguma, menosprezar os ensinamento do velho testamento porque estamos na graça, pelo contrário, precisamos extrair valiosas lições da antiga aliança porque para o nosso ensino foi escrito. Ou seja, o Deus que proibiu o povo judeu de investigar os astros (astrologia), conversar com mortos ou até mesmo buscar a adivinhação, não mudou, devemos nos ater às coisas reveladas. Quais seriam essas coisas reveladas? Inicialmente precisamos buscar o conhecimento da doutrina dos apóstolos, mas conforme já explicado, toda a palavra de Deus possui poderosas lições para o nosso viver diário.


Estamos vivendo um tempo em que as pessoas querem ter novidades para contar, já não se contentam em aprender e expor a palavra de Deus de forma simples e direta, muitos pregadores e ensinadores querem misturar o conhecimento da palavra do Senhor com investigações de coisas encobertas que não são aprovadas por Deus. O Senhor não aprova a tentativa de buscar na conversa com mortos, por exemplo, informações acerca de como será a vida após a morte. Não é aceitável que igrejas possam construir doutrina com base em experiências pessoas que dizem possuir conhecimento da vida após a morte, porque alguns aspectos da vida após a morte é um conhecimento encoberto aos homens.


Outras querem entrevistar demônios para tentar entender o que acontece com crentes desobedientes no inferno ou buscar informações sobre se mulheres que cortam o cabelo estão no céu ou no inferno. Pelo texto que baseia esse artigo entendemos que existem coisas encobertas que não cabe ao homem investigar e que podem até mesmo atrair a ira de Deus!


Tenhamos cuidado com as tentativas de entender as coisas encobertas que o Senhor não deseja que saibamos neste momento. A palavra de Deus nos adverte que muitas coisas neste plano que vivemos, vemos em enigma, mas, então veremos face a face e conheceremos como também somos conhecidos. (I Co 13.12)


A orientação para uma vida cristã sadia é buscar entender a palavra de Deus de acordo com a profundidade que o Espírito Santo nos concede. Não devemos pretender saber mais do que convém ou entender acerca de assuntos que a bíblia adverte que não agrada a Deus, ou até mesmo nos envolver com práticas místicas que podem atrair problemas espirituais, emocionais e comprometer a saúde mental daqueles que tentam entender o que Deus não revelou para este tempo.


Vamos nos voltar para a simplicidade da palavra de Deus e apregoar o ano aceitável do Senhor!


Que Deus em cristo nos abençoe.


Ev. Sylmar Ribeiro Brito




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo